Gigantour, New York, USA

Há alguns anos o Megadeth inaugurou um festival parecido com o OzzFest, onde o Headliner convida bandas para dividir o palco por alguns shows em solo americano. Após 4 anos sem o festival, ele voltou com o já mencionado Megadeth, Motörhead, Volbeat e Lacuna Coil.

Por Zeh Master

Primeiro fato importante: o show começou pontualmente as 18:00. Apesar de estar lá no horário, uma parada para alimentação e merchanside de meia hora foi o suficiente para ouvir a Cristina Scabbia gritar “Good Night!!” ao chegar próximo à platéia. O isolamento acústico á fantástico, só se ouve algo quando se está muito perto da sala.

O show do LACUNA COIL foi curto e contou com musicas dos 3 ultimos albuns. Não foi possível assistir ao show, mas a empolgação do público ao chegar mostrou que foi muito bom, mas com todos ainda assistindo ao show sentados.

Set List Lacuna Coil

1. Our Truth

2. Upsidedown

3. Kill the Light

4. Trip the Darkness

5. Spellbound

O próximo da lista foi VOLBEAT, formado em 2001 e com 4 discos na praça, uma banda de Heavy Metal/Hard Rock peculiar. Seu instrumental é pesado, com musicas de letras fortes mas com vocal melancólico lembrando rock gótico dos anos 80. Felizmente esta mistura gerou um efeito ótimo, mantendo o público aquecido e cantando junto em muitas de suas canções. Para quem não conhece, não perca mais tempo e procure mais a respeito.

Seu show foi um pouco maior que do Lacuna Coil, durando perto de 50 minutos. Eles tocaram músicas de todos albuns, tendo menos destaque o primeiro. Eles também tocaram um cover da Dusty Springfield, diva pop dos anos 60 e 70, e o começo de “Rainning Blood” do Slayer para encerrar o show. Deixaram boa impressão.

Set List Volbeat

1. The Human Instrument

2. Guitar Gangsters & Cadillac Blood

3. The Mirror and the Ripper

4. Sad Man’s Tongue

5. Hallelujah Goat

6. Fallen

7. I Only Want to Be with You (Dusty Springfield cover)

8. Pool of Booze, Booze, Booza

9. Still Counting

10. Raining Blood (introdução)

Dispensando apresentações, o próximo a nos brindar com seu som foi o sensacional MOTÖRHEAD. Com a mesma formação desde 1992 (20 anos!) os senhores Lemmy, Phil e Mikkey mostraram com quantos paus se faz uma banda de rock. Em quase uma hora de clássicos, apresentaram um set reduzido do que apresentariam em um show normal. Mas as 4 ultimas foram iguais à da tour Brasileira. Pela primeira vez o publico sentado se levantou, mas uma coisa estava estranha: o som não estava tão alto.

Set List Motörhead

1. Bomber

2. Damage Case

3. I Know How to Die

4. Metropolis

5. Over the Top

6. The Chase Is Better Than the Catch

7. The One to Sing the Blues (Drum Solo)

8. Going to Brazil

9. Killed by Death

10. Ace of Spades

11. Overkill

Para fechar a noite, os donos da casa: Megadeth. Empolgado por ser uma noite especial (veja mais à frente) Dave e companhia mostraram o setlist da turnê do Gigantour com seus clássicos e 3 músicas do ultimo álbum, ‘Th1rt3en“. Infelizmente a perfeição com a qual o festival vinha se desenrolando e que prometia parecia estar acabando.

Na primeira música pouco se ouvia dos vocais do Dave, tão baixo a ponto de começarem a gritar “Turn it up, turn it up” (Aumenta aí, em uma tradução livre) ou “Karaoke”, pois o instrumental estava alto e em bom som. Após 3 músicas e muita reclamação do publico, o som aumentou um pouco mas ainda insuficiente. Talvés o próprio Dave começou a cantar mais alto, nunca se sabe. Mas o fato é que o publico estava impaciente.

Durante o show houveram duas participações especiais: primeiro a Cristina Scabbia, vocalista do Lacuna Coil, para cantar “A Tout Le Monde” em dueto com Dave, dando uma nova roupagem à musica. Na útima música da primeira parte, no meio da “Peace Sells” chamaram ao palco a filhota do Dave Mustaine para receber os parabéns e um bolo cheio de velinhas, cantado por todos presentes, muito bonito. Apenas foi possível entender isso depois por culpa do som dos microfones estar muito baixo a abafado. Após os parabéns a banda continuou Peace Sells, mas muita gente começou a ir embora por culpa da qualidade sonora.

No encore tocaram “Holy Wars… The Punishment Due“, encerrando a noite de shows. Um outro problema menor foi o painel de leds atras do palco que apresentou um defeito de barras horizontais dificultando a visão das capas dos albuns e efeitos. Conversando com algumas pessoas ao final da apresentação os sentimentos foram mistos, mas aparentemente quem estava mais à frente ou na pista pode ouvir o som melhor que a galera do fundão. Mas o saldo foi bem positivo, um ótimo festival com bandas fantásticas! Pena que não devem passar no Brasil tão cedo.

Set List Megadeth

1. Trust

2. Wake Up Dead

3. Hangar 18

4. Sweating Bullets

5. Angry Again

6. Public Enemy No. 1

7. Whose Life (Is It Anyways?)

8. Guns, Drugs & Money

9. A Tout Le Monde (with Cristina Scabbia)

10. Symphony of Destruction

11. Peace Sells (+ Happy Birthday para a filha do Dave)

12. Holy Wars… The Punishment Due

Confira as fotos do Festival:


Leia também:


Compartilhe

Comente