Lothlöryen e Tray of Gift no Manifesto

No último domingo dia 06 de maio, o Manifesto foi o palco de uma noite onde a magia e a loucura se encontraram: a magia representada pela banda Tray of Gift e a loucura pelo pessoal do Lothlorÿen.

 

O início da noite teve a participação dos santistas do Ryche X, que subiram ao palco para apresentar clássicos do Queensrÿche e preparar a galera para os dois shows que viriam em seguida. Alguns dos clássicos executados foram: “Eyes of a Stranger“, “Silent Lucidity“, “Take Hold of the Flame“, entre outras.

 

Às 21:00 os mineiros do Lothlorÿen sobem ao palco para apresentar músicas do seu mais recente CD, “Raving Souls Society”, além também de mostrar a cara de seu novo vocalista Daniel Felipe.

 

Lothlöryen no Manifesto

 

E o show já começou agitando todo mundo que estava no bar, após a breve introdução da “First Raving Steps“, a banda já emenda a poderosa “Face Your Insanity“, seguindo a sequência do CD. Ótima forma de mostrar ao público paulista o entrosamento e a performance ao vivo da banda. Em seguida, a banda convidou o vocalista Ascaris (Heverton Souza) da banda Imperium Infernale para dividir os vocais da música “When Madness Calls“, assim como foi gravado no CD.

 

O show também contou com músicas dos trabalhos anteriores da banda, fugindo um pouco da temática da “loucura” e nos levando para uma viagem através da Terra Média de J.R.R. Tolkien. Destaques para “Bard’s Alliance“, “My Mind in Mordor“, “Hobbit’s Song“, além da “Lord of the Rings“, cover dos alemães do Blind Guardian.

 

Setlist Lothlöryen:

1. First Raving Steps (intro)

2. Face your Insanity

3. When Madness Calls

4. Bards’ Alliance

5. My Mind in Mordor

6. There and Back Again

7. Namärie

8. Burning Jacques

9. Hobbits’ Song

10. Lord of the Rings (Blind Guardian)

 

 

Após isso, o pessoal do Tray of Gift sobe ao palco para encerrar a noite do Manifesto. Para quem não conhece, essa é a nova banda de alguns ex-integrantes do Tuatha de Danann e é composta por 7 músicos: Giovani Gomes (baixo e voz), Raphael Wagner (guitarra e banjo), Wilson Melkor (bateria e percussão), Felipe Batiston (teclados, voz, violão e banjo), Marcos Teixeira (flauta), e Adriano Sarto (vocal) e Rodrigo Berne (voz, guitarra, banjo, violão e craviola).

 

O show foi repleto de ex-clássicos do Tuatha, como “The Last Words“, “Lover of the Queen“, “The Bards of Infinity“, “Finganfor“, composições do álbum de estréia: “The Tray of Gift“, “Celtic“, além de uma cover do The Doors, “Waiting For The Sun” e “Out In The Fields” e “Queen of the Witches“, ambas do Gary Moore.

 

Setlist Tray of Gift:

1. Dance of the Little Ones

2. Blue Current

3. Bards of the Infinity

4. Starry King

5. The Bards of Infinity

6. Starry King

7. Waiting For The Sun (The Doors cover)

8. The Last Words

9. Lover of the Queen

10. The Tray of Gift

11. Full of Youth

12. Celtic

13. It’s Almost Improper to Ask

14. Believe It’s True

15. Finganfor

16. Out in the Fields (Gary Moore cover)

17. Queen of the Witches (Gary Moore cover)

 

 

De maneira geral, todos os shows da noite foram ótimos, além de terem sido uma ótima oportunidade para o público paulista conhecer as bandas ao vivo, e tenho certeza que tanto o Lothlöryen quanto o Tray of Gift ainda vão dar muito o que falar.


Leia também:


Compartilhe

Comente