Korzus e Test em São Paulo – 13 de Julho

O Dia Mundial do Rock desse ano caiu em uma sexta-feira 13 e pode-se afirmar que o público rockeiro não sofre com as superstições relacionadas às sextas-feiras treze, pois em todos lugares que nossa equipe foi, as casas estavam lotadas e com um público sedento por rock!

 

Por Klemer Santiago / Fotos Pri Secco

 

Korzus no Sesc Pompeia

A equipe do ROCK EXPRESS se dividiu para cobrir shows na baixada santista, onde iniciou a turnê brasileira da banda Shadowside (confira resenha), e na capital paulista onde aconteceu o show da banda Korzus na Choperia do Sesc Pompéia.

 

A abertura do evento ficou por conta da banda Test, que faz um som muito peculiar dentro das vertentes Death Metal e Grindcore. Sendo formada apenas por dois integrantes, João Kombi nos vocais/guitarras e Thiago Barata na bateria, essa dupla ficou muito famosa por sua atitude no meio underground, que por não terem muita abertura para seu som pesado, eles decidiram divulgar seu som de uma maneira bem inteligente e inusitada. Eles colocam seu equipamento numa perua Kombi e vão em frente das casas de show em dia que tem show de metal. Chegando lá, eles montam seu equipamento na calçada e tocam suas músicas para a galera que espera na fila do show.

 

Ao vivo é interessante perceber que poucos sabiam quando terminavam as músicas, pois em meio ao som extremamente caótico e pesado, quando aparentemente parecia ter acabado a música, o baterista Thiago continuava tocando numa batida bem fraca e insinuava uma volta para a música aumentando a intensidade das batidas, porém logo em seguida, ele voltava com a batida fraca. O Thiago é um mestre nos “blast-beats” e fazia inúmeras viradas velozes e monstruosas.

 

O som da guitarra de João era tão grave que parecia quase um contra-baixo com distorção e ele cantava utilizando a técnica do vocal rasgado. Eles tocaram várias músicas, dentre elas a do famoso videoclipe “Ele Morreu Sem Saber Porquê”, que foi gravado em frente a fila do show da banda D.R.I. em São Paulo e finalizaram seu show com a música “Antes do Fim”.

 

O público curtiu a apresentação, mesmo com pouca interação da banda com a galera que prestigiava o show deles. Infelizmente não foi possível conseguir o setlist dessa apresentação.

 

A Choperia do Sesc Pompéia é um local excelente para se fazer shows, pois possui um enorme palco e uma ampla área para o público, com direito até a mesas para quem quiser curtir sentado. E sobre esse palco enorme, uma grande quantidade de equipamento da banda Korzus estava distribuído ocupando-o por inteiro. Já dava para se ter uma idéia do que estava por vir.

Korzus no Sesc Pompeia

Sem muita demora, começou a soar uma introdução nos PAs, anunciando a vinda da banda. E um a um, foram se posicionando no palco: Dick Siebert no baixo, Rodrigo Oliveira na bateria, Heros Trench e Antonio Araújo nas guitarras, e mesmo sem a presença do vocalista Marcello Pompeu, a banda começou a tocar “Discipline of Hate“. Pompeu entrou correndo na hora do canto e entrou arrebentando tudo! A galera foi a loucura nesse momento!

 

Com Dick em sua marcante presença de palco, ia de um lado para o outro, sempre agitando muito e cumprimentando os fãs que estavam ali se espremendo para ficar perto do palco, Antonio e Heros executando suas bases e seus solos furiosos com perfeição, Rodrigo Oliveira simplesmente detonando na bateria e mostrando que possui um pedal duplo muito nervoso e qualidade na execução das suas viradas monstruosas e com Marcello Pompeu, que é um dos maiores frontman da história do metal nacional, chamando o público para o mosh pit: “Vamos fazer muvuca!”, nos momentos altos das músicas, simplesmente era uma cena incrível que estávamos presenciando, repleto de rodas intermináveis, pessoas subindo no palco e fazendo stage dive. Foi insano!

Korzus no Sesc Pompeia

Marcelo falou com o público após a execução da música “Never Die“: “Boa noite São Paulo! Vocês estão felizes em estar aqui assistindo o Korzus no Dia do Rock? Nós estamos muito felizes também em ter o apoio de vocês e temos certeza que por todos os lugares por onde as bandas brasileiras estão tocando também estão cheios. Isso derruba a lenda que show de banda brasileira não enche. E para comemorar essa revolução que está acontecendo no metal nacional de dar o valor merecido as bandas brasileiras, nós vamos tocar uma música que anuncia essa revolução: Revolution!”

 

Após a execução da música 2012, Pompeu pediu para a galera: “Vamos ver se vocês estão acordados. Eu quero que vocês deem um grito até os seus pulmões estourarem!” E depois elogiou que eles conseguiram quebrar o recorde, que havia sido no Rio de Janeiro.

Korzus no Sesc Pompeia

No final eles mandaram uma das antigas, a música “Guerreiros do Metal“, que agradou e muito a todos os presentes e em seguida emendaram um cover da música “Raining Blood” da banda Slayer e a galera ainda teve forças para mais uma onda de moshpits. Antonio fez um pouco dos vocais a convite de Pompeu e na parte final da música, Heros Trench desceu do palco e foi tocar em meio ao público.

 

Pasmos e extremamente felizes, vários fãs se amontoaram em torno de Heros tentando tirar uma foto junto ao seu ídolo.

 

Em suma, qualidade é a palavra que define essa apresentação fantástica da banda Korzus e parabéns para a equipe técnica que deixou o som cristalino.

 

Korzus no Sesc PompeiaSetlist Korzus
01.Discipline of Hate

02.Respect

03.Never Die

04.Revolution

05.Raise your Soul

06.2012

07.I’m your God

08.Punisher

09.Agony

10.Internally

11.Guilty Silence

12.Correria

13.Truth

14.Guerreiros do Metal

15. Raining Blood (Slayer Cover)

 

Galeria de Fotos Korzus

 

Agradecimentos a Damaris Hoffman Assessoria e ao SESC Pompéia

Leia também:


Klemer Santiago

Heavy Metal Breakdown!

Compartilhe

Comente