Porão do Rock reúne 30 mil pessoas em 2 dias de festa

40 atrações, 20h de música, 9 toneladas de alimentos não-perecíveis arrecadados e mais de 30 mil pessoas, esse é o balanço geral da 15ª edição do Porão do Rock, tradicional festival realizado em Brasília e pela primeira vez com cobertura do ROCK EXPRESS.

 

Por Victor Hunter / ROCK EXPRESS Goiania

 

Realizado no Ginásio Nilson Nelson no feriado da Independência (07 e 08 de Setembro), o festival trouxe grandes nomes como Sepultura, Trivium, Red Fang, Viper, Almah, Claustrofobia, Raimundos, Kyuss Lives!, Gaz Coombes e Motosierra para arregaçar a capital brasileira em duas noites memoráveis.

 

Trivium Porão do Rock 2012

 
A noite de sexta começa a esquentar com a entrada de Almah no palco BRB, banda de Power Metal e projeto do ex-vocalista do Angra Edu Falaschi. A banda também conta com o carismático e virtuoso guitarrista brasiliense Marcelo Barbosa, tornando a atração muito mais especial para o público local. Com um repertório bem mesclado entre seus três álbuns, o show começa com a insana “Hypnotized”, passeando por hits como “Beyond Tomorrow”, “Children of Lies”, “Trace of Trait” e chegando ao ponto máximo com a icônica “King”, música do primeiro álbum da banda, “Almah”, de 2006, agitando cabeça e corpos de todos os presentes. Um show cadenciado entre muita agressividade e melodia.

 

Almah Porão do Rock 2012

 
O ponto alto vem agora, 01:10 da manhã, todos já gritam ansiosos pelos norte-americanos do Trivium, banda de Metalcore da Flórida que faz sua estreia na América do Sul justamente no Porão com a turnê do álbum “In Waves”. A emoção é total quando a sinistra “Capsizing the Sea” começa a tocar de fundo, a fumaça toma conta de todo o palco e os integrantes vêm um a um tomando seus instrumentos e posições. Emendando na brutal “In Waves”, o Trivium mostra toda sua potência e peso, destaque para a presença de palco sensacional do guitarrista e vocalista Matt Heafy, que ensaiou diversas frases brasileiras para interagir com a galera, além de convocar os bangers a baterem cabeça em todas as músicas. Clássicos como “Detonation” (The Crusade) e “Throes of Perdition” (Shogun) incendiam o palco BRB.

 

Trivium Porão do Rock 2012

 
 
Trivium Porão do Rock 2012

 
Para quem ainda aguentou firme e forte depois das 2 da manhã, os beberrões do Red Fang, banda dos Estados Unidos que fazem uma mescla de Stoner Rock com Metal, recompensaram a todos com um show muito animado que se estendeu até às 4 horas. No set list, músicas dos dois álbuns lançados até agora, o primeiro, homônimo, e o segundo, “Murder the Mountains“, que se destaca pelas canções “Hank is Dead” e “Wires“. O vocalista Bryan Giles mostrou que Matt Heafy não foi o único a arriscar o português e desejou “feliz dia da Independência” já na madrugada do dia 8. O show é encerrado com a “Throw Up”, um tanto sugestivo para o fim de noite, não?

 

Red Fang Porão do Rock 2012

 
O sábado começa mais morno para os amantes do Metal, mas isso não impediu que os metalheads não se divertissem também. Com uma programação bastante diversificada aos outros estilos, o Porão revela bandas interessantes como as novatas do Girlie Hell, banda só de mulheres de Goiânia que mandaram um rock responsa e pesado pra galera brasiliense. Eis que às 23h os gigantes do Sepultura, veteranos no festival, marcando sua 4ª presença no Porão do Rock, são anunciados para o palco principal. A expectativa para ver o jovem Eloy Casagrande moer na bateria é enorme, mas não é pra menos, se tornar o baterista do Sepultura com apenas 20 anos (atualmente 21) é uma responsabilidade faraônica.

 

Sepultura Porão do Rock 2012

 
Eles prometeram tocar, por uma hora e meia de show, somente músicas de três consagrados discos, “Beneath the Remains” (1989), “Arise” (1991) e “Chaos AD” (1993), mas a apresentação começa com três canções do último CD lançado, “Kairos” (2011). A participação do público quando “Beneath the Remains” abriu o véu para os clássicos do Sepultura foi tremenda, não tinha uma alma viva ali que não estivesse em puro êxtase.

 

Sepultura Porão do Rock 2012

 
Depois de “Mass Hypnosis”, Andreas apresenta o novo baterista, e com um rápido, mas poderoso solo, Eloy mostra que está à altura das baquetas do lendário Sepultura, tocando com pegada e muita precisão. Em seguida, um desfiladeiro de hits, “Territory”, “Refuse/Resist” e “Arise” foram tocadas uma após a outra. O delírio era geral, todos cantavam com muita vontade, inclusive a ala da imprensa, onde vários fotógrafos abdicaram das fotos para poder participar um pouco do show e cantar com o Derrick. O final foi desprogramado também, pois “Roots Bloody Roots” fechou com chave de ouro (e de sangue) a apresentação da banda.

 

Sepultura Porão do Rock 2012

 
Para encerrar o Porão chega o Viper, banda de Metal Melódico dos anos 80 que lançou o ilustre vocalista Andre Matos. Com a turnê To Live Again a banda faz uma apresentação extensa e saudosista que resgata principalmente seu primeiro álbum, “Soldiers of Sunrise” (1987), marcando 25 anos de história. A apresentação durou aproximadamente duas horas, sendo a mais longa do festival, e mesmo assim a empolgação dos integrantes da banda não se desfez. Pit Passarell parecia delirar enquanto tocava seu baixo e o guitarrista Hugo Mariutti intimava o público a gritar o tempo inteiro.
 

Viper Porão do Rock 2012

 
No meio do show, uma exibição de aproximadamente 20 minutos de vídeo sobre a história da banda, com cenas de shows e entrevistas. Parte do público não entende se existe continuidade da apresentação e se dispersa, enquanto apenas uma parte continua a prestigiar a banda no retorno para mais meia hora de músicas. Com um bis de “We Will Rock You”, Andre Matos crava suas últimas palavras, encerrando o Porão do Rock 2012: “Somos soldados de uma legião. E apesar das maledicências dizerem que o metal morreu, ele nunca morreu e nunca morrerá“.
 

Viper Porão do Rock 2012

 
Sábias palavras, Matos, sábias palavras!

 

Galeria de Fotos Porão do Rock

 


Leia também:


Rock Express

Esse texto foi escrito por um colaborador do Rock Express.

Compartilhe

Comente


  • http://www.rockexpress.net.br/ João Paulo de Matos Mota

    Ótima resenha e as fotos ficaram animais!!

  • Math

    Queria ter ido! Muito bom, Hunter! Texto e fotos incríveis como sempre XD

  • Marconi

    Ficou irado! Parabéns, Hunter!

  • Zelao

    Parabéns Hunter, matéria digna de quem conhece do assunto. E as fotos, magnificas. Muito profissional.

    Siga em frente.

  • Thais

    Que massa!! Deve ter sido muito foda o show! Parabéns pelo artigo e pelas fotos, Unterr

  • Roxo

    As descrições estão animais, parabens Hunter!
    ficou FODA!

  • Lucas

    ótimo texto, e parece que esse porão foi mesmo de arrebentar

  • Artur alves

    texto e imagens de qualidade genial e muito bom.

  • Miroko

    Eu acho que a burguesia deveria pagar por seu atrevimento.