KISS em São Paulo – Live, 17 de Novembro

Assistir a um show do KISS não é somente presenciar um show de Rock, mas sim ver um dos espetáculos mais alucinantes e cheios de efeitos visuais da história do Rock.

 

Por Edu Lawless

 

Porque será que o KISS arrasta sempre multidões de fãs para os estádios e arenas? Por que o KISS é sem dúvida nenhuma a banda que possuiu a maior legião de fanáticos registrados pelo seu fã clube mundial o KISS Army?

 

Para responder essa pergunta é muito simples, basta ver ao vivo Paul Stanley, Gene Simmons e sua trupe tocando para saber exatamente a sensação de um show de Rock inesquecível e que por muito tempo permanecerá na sua memória.

 

Exatamente as 21h30 as luzes da Arena Anhembi se apagaram e uma imensa cortina com o logo KISS desceu, e quando soou a famosa introdução entoada em unisono pelos mais de 25mil rockeiros presentes “You want the Best, You got the Best… The hottest bando f the World… KISS” levou o publico ao delirio e logo a banda surgiu sobre uma plataforma aérea que descia ao som de “Detroit Rock City” repleta de explosões e efeitos pirotécnicos.

 

O show se seguiu com os clássicos “Shout it Out Loud” e “Calling Dr. Love”. Em meio a cada música, Paul fazia todo seu carisma prevalecer e ganhar incansavelmente o público, dizendo inúmeras vezes falando que São Paulo era sua casa e o público número um do KISS. É obvio que se tratando do galanteador Paul Stanley fica claro que ele gosta de falar isso para “todas” e que “todas” amam ouvir isso! Tai uma aula a ser apreendida para todas as bandas de como atuar e se portar sobre o palco.

 

Promovendo o novo álbum “Monster” a banda trouxe para o palco algumas novas músicas, começando pelo principal single “Hell or Hallelujah”, seguindo de “Wall of Sound”.

 

Tommy Thayer e Eric Singer dividiram as vezes em um solo repleto de efeitos e fogos saindo da guitarra de Tommy e com direito a Eric utilizando um ´lança missíes´ para mandar mais um efeito pirotécnico. Foi o presságio para Paul anunciar Tommy cantando “Outta This World”.

 

Na sequencia foi a vez de Gene orquestrar a introdução de “God of Thunder” cuspindo sangue e voando até a plataforma elevada do palco. Paul não ficou para trás e voou sobre o público para cantar “Love Gun” do meio da Arena.

 

Dentre todo o setlist recheado de clássicos o destaque fica para “War Machine” e  “Psycho Circus” que voltam a ser tocadas ao vivo após alguns anos. Nos fabulosos efeitos especiais do palco, uma mistura de telões como no “Psycho Circus”, plataformas elevatórias ao mesmo estilo de ”Animalize” e “Rock´n´Roll Over”.

 

O final “Rock´n´Roll all Nite” encerrou o maginífico espetáculo com uma alucinante chuva de papeis picados e uma queima de fogos de quase cinco minutos que prendeu a atenção do público para o céu, mostrando que um show de rock com este somente o KISS sabe fazer!

 

Agradecimentos a XYZ Live pela realização do evento e a assessoria da Midiorama pelo suporte ao espetáculo.
NOTA. A ausência de fotos se deu pelo motivo de não credenciamento fotográfico ao Rock Express para o espetáculo.

Leia também:


Compartilhe

Comente