Cavalera Conspiracy em São Paulo – Live 18 de Novembro

Depois das mudanças de datas, locais do show e bandas de abertura, devido aos problemas logísticos, no dia 18 de novembro de 2012, aconteceu um dos eventos mais esperados do ano. A expectativa só aumentava junto às filas que dobravam o Cine Jóia para a apresentação dos irmãos Cavalera, ícones que refinaram o Metal Brasileiro, expandindo mundialmente, desde a década de 80 com o Sepultura e influenciaram gerações de headbangers, inclusive com sua mais recente empreitada, com o Cavalera Conpiracy que nesta data, realizava a sua última apresentação da turnê do álbum Blunt Force Trauma.

 

Por Artur Morais / Fotos Pri Secco

 

E para a abertura desse grande evento, foi convidada a banda de Hardcore, Worst, que sem demoras se encarregou de aquecer o público, tocando porradas de seu primeiro álbum intitulado “Te desejo todo mal do mundo”. Banda paulista formada por Fernando Schaefer na bateria (Paura – Pavilhão9 – The Silence – Treta), Thiago Monstrinho nos vocais (Medellin / Presto / Chorume), Douglas Melchiades na guitarra (One True Reason) e Ricardo Brigas no baixo (Musica Diablo /Broken Heads), juntos eles apresentaram um Hardcore nova-iorquino rápido, agressivo e extremamente pesado com letras em português carregadas de protesto, ódio e inconformismo liberadas pelos gritos ensurdecedores de Thiago, como conferimos em “Enterrado”.

 

A música “Dedos” apresentou variações de riffs velozes ao mesmo tempo cadenciados, com um timbre muito bem definido pelo guitarrista Douglas, que era acompanhado com precisão pelo baixista Ricardo. Thiago chamava incansavelmente o público para agitar e eles respondiam  com vários moshpits. “Vícios” é a música do videoclipe de trabalho da banda e foi a penúltima do setlist, sua execução trouxe muitos aplausos e reconhecimento dos fãs.  A banda apresentou uma excelente presença de palco, principalmente nas passagens dos breakdowns muito bem criados e cravados, comandados pela técnica apurada de Fernando, traduzindo de uma forma dolorosa, como se fosse um soco na cara, as intenções da música “Te desejo  todo o mal do mundo”, fechando assim o setlist da banda.

 

Setlist Worst

Não pode viver em paz

Enterrado

Eu te odeio também

10 dedos (F.F.F)

Sem solução

A violência te ensinou

Menos que um rato

Vícios

Te desejo todo mal do mundo

 

A banda Cavalera Conspiracy está na ativa desde 2007, na formação atual de Max Cavalera como vocalista e guitarrista base, Igor Cavalera como baterista, Marc Rizzo como guitarra solo e Tony Campos no baixo. Em 2008 é lançado o primeiro álbum da banda, Inflikted. Com um som pesado e destruidor, que se parece muito com o Sepultura dos anos 80, a banda atrai uma legião de fãs pelo mundo junto com seu segundo álbum Blunt Force Trauma. A banda tocou em grandes eventos, como o Norway Rock Festival, o SWU e a abertura no Morumbi para o Iron Maiden.

 

Acabada a espera, a banda entrou no palco às 22:00, erguidos pelos gritos enlouquecidos e eufóricos do público e Max respondeu com a introdução da música “Warlord” que ecoou por todo o Cine Jóia. Em seguida foi Torture, Inflikted e Refuse-Resist que foram reponsáveis pela abertura de uma enorme roda de bate-cabeça. Max agradece, e chama Igor dizendo: “Apresento a vocês… ele vai bater na bateria até que ela confessa… Igor Cavalera!!!” E a lenda da bateria Igor Cavalera, estava em perfeita forma, abusava de sua velocidade única e da sua familiaridade com os tons, marcando seu jeito tribal de dominá-los, iniciou a música “Terrorize”.

IMG_9501

O som estava um pouco embolado durante toda apresentação dando dificuldade para escutar a guitarra e o baixo, porém isso só foi um detalhe perante todo o espetáculo.

 

Músicas como “Sanctuary” e “Territory” “quebraram pescoços” conforme o andamento das brutais melodias e riffs aplicados pelas palhetadas de ninguém menos que Marc Rizzo, um guitarrista de alto gabarito, com identidade nos seus solos enfatizados por arpejos e performance de palco animal. Um dos maiores frontman do mundo, Max Cavalera, propõem para a galera: “Vocês querem cantar com o Cavalera? Eu digo Killing e vocês dizem Inside!!!” A galera respondeu cantando com prazer e com todo ar que tinham nos pulmões a música “Killing Inside”.

IMG_9324

A iluminação estava muito bem embasada com a performance da banda, inclusive o que impressionou foi o fato de os projetores visuais da casa proporcionarem projeções momentâneas da banda ao vivo nas paredes ao redor do palco.

 

“Blunt Force Trauma” outra obra de arte que carrega o nome do novo album, foi executada com muita energia, destaque para a agilidade e velocidade com que o baixista Tony Campos acompanhava, sempre com muita precisão, os riffs da música. Algumas surpresas aconteceram, como a hora em que o vocalist Max trouxe ao palco o seu filho Igor Cavalera e seu enteado Ritchie Cavalera para cantarem a tenebrosa “Black Ark”, criando um clima familiar no palco, mostrando o quanto Igor e Max influenciaram gerações e até mesmo pessoas vindas de seu próprio sangue.

IMG_9476

No meio da apresentação, a banda tocou uma música instrumental para a galera dar uma descansada e Max chamou o público, pedindo para que eles gritassem na sua ordem, com seu carisma todos participam da brincadeira.

 

E mais sons do Sepultura rolaram na noite, desta vez Max gritou para o delírio dos fãs:  “Under São Paulo Grey Sky” e a galera respondeu “Arise”, e foi imendada pela música “Arise com Dead Embryonic Cells”, tomando conta de alucinar a todos presentes no Cine Jóia naquele momento. A música da banda Nailbomb, banda projeto paralelo do Max, “Wasting Away” foi tocada, seguida de “Desperate Cry” e “Propaganda”.

 

A galera gritava o nome de Igor o tempo todo, como se fosse uma torcida de futebol e Max com seu potente gutural anunciou “I speak Hate”, outro petardo.

 

“Attitude” realmente foi uma das músicas que mais repercutiram nessa noite, com a galera pulando e ao mesmo tempo fazendo moshpits, conquistando ainda mais o público. Max puxou um ÔÔÔ e o público em sincronismo com a guitarra, cantou cada nota do maior clássico da noite, a atordoante “Troops of Doom” que criou um massacre em massa de agressividade em uma imensa roda, ocupando quase todo o espaço da pista. A noite também contou com a ilustre presença de Brann Dailor, baterista da banda Mastodon que foi chamado ao palco para tocar um cover da banda Black Fag, executando a música “Six Pack”, e todos presentes aplaudiram muito,  demonstrando um grande respeito pelo baterista. “Innerself” entoa nos ouvidos da velha e nova geração de headbangers, e para fechar o espetáculo com chave de ouro, foi tocada uma versão de “Roots” com um final ao estilo Thrash Metal, satisfazendo totalmente os fãs que presenciaram uma hora em meia de apresentação. Apesar dos problemas que ocorreram anteriormente, como mudanças de local e tudo mais, realmente compensou ter aguardado esse grande espetáculo.

 

Setlist Cavalera Conspiracy

IMG_9338Warlord

Torture

Inflikted

Refuse-Resist

Sanctuary

Terrorizer

Territory

Killing Inside

Blunt Force Trauma

Black Ark

Arise/Dead Embryonic Cells

Wasting Away (Nail Bomb)

Desperate Cry/Propaganda

I Speak Hate

Attitude

Troops of Doom

Six Pack (Black Fag)

Innerself

Roots

 

Galeria de Fotos

 

Agradecimentos a Produtora Awake pela realização do evento e a assessoria Hoffman & O’Brian pelo suporte a todo espetáculo.

Leia também:


Compartilhe

Comente