Tankard em São Paulo – Live, 24 de Janeiro

A última quinta feira, 24 de Janeiro, foi marcada por mais um grande evento produzido pela Tumba Produtions, com o Hangar110, na região central de São Paulo, absurdamente abarrotado pelo público que veio ver de perto os alemães do Tankard.

 

Por Pri Secco

 

Porém poucos sabiam, ou sequer imaginavam, que aquela noite marcaria também o final de ciclo tão bem sucedido pela Tumba Produtions, já que na manhã da Sexta Feira, o produtor Edu Lane anunciou oficialmente o encerramento das atividades da Tumba Produtions. (ler mais)

A primeira banda a subir no palco foram os veteranos do Executer, banda de Thrash formada ainda na década de 80 e que conta atualmente com o vocalista Juca, Elias na guitarra, Béba na bateria e Paulo no baixo, agitando a galera que ainda adentrava ao Hangar, e dando a toada de quão insana seria aquela noite.

Executer

Logo em seguida vieram ao palco os paulistanos do Blasthrash, formada por Dario Viola (vocal), Henrique Perestrelo e Rodrigo Costa (guitarras), Diego Nogueira (baixo) e Rafael Sampaio (bateria) esquentando definitivamente a noite com os famosos mosh pits.

Blasthrash

A primeira atração internacional da noite ficou por conta da banda croata War-Head. Formada por Dario “Darac” Turcan no baixo e vocal, Vladimir “Vlad” Suznjevic na guitarra e Eldar “Piper” Ibrahimovic na bateria, a banda de Deathrash, que recentemente havia excursionado com a banda brasileira NervoChaos pela europa, encontrou a casa já completamente tomada e na ‘furia’ pelo seu som agressivo.

 

War-Head

Em meio a um público que escalava as estruturas do Hangar o mosh pit e stage diving comeram ainda mais solto quando os alemães do Tankard começaram a rasgar os riffs de seu setlist.

 

Tankard

Contando com dois dos membros originais da banda, o vocalista Andreas “Gerre” Geremia e o baixista Frank Thorwath, além de Olaf Zissel na bateria e Andreas Gutjahr na guitarra, a banda tocou seus principais clássicos thrashes mesclando com várias músicas de seu mais recente trabalho A Girl Called Cerveza.

Um evento realmente inesquecível para quem esteve presente nesta ultimo ato (pelo menos por enquanto) da Tumba Produtions, que literalmente encerra esse ciclo em alto e grande estilo, assim como foi constituído toda sua trajetória.

Galeria de Fotos

Agradecimentos a Tumba Produtions e a Edu Lane pela realização do evento e grande parceria ao longo desta jornada junto ao Rock Express e a LP Press por todo suporte dado ao evento.

Leia também:


Compartilhe

Comente