Confirmadas bandas de abertura para os shows do YES no Brasil

Uma das mais lendárias bandas de rock progressivo mundial, o Yes retorna ao Brasil no final do mês de Maio para uma sequência de shows em algumas grandes capitais do País, onde apresentarão ao público brasileiro a performance ao vivo de 3 álbuns clássicos da banda na íntegra: The Yes Album (1971), Close To The Edge (1972) e Going For The One (1977).

 

Foram confirmadas nesta semana as bandas que serão as responsáveis pelas aberturas dos shows.

 

O primeiro show, que irá ocorrer no dia 24 de Maio no HSBC Brasil em São Paulo, terá a banda Seven Side Diamond escalada para abrir o show e divulgar seu mais recente trabalho “Enigma” (2011).

 

O Seven Side Diamond nasceu no final dos anos 90, quando os irmãos Fadel, João e André, formaram uma banda de rock com o amigo de infância Casimiro Araújo. Algum tempo depois, João e Diego Porres se conheceram ao ingressar na mesma turma de engenharia do CEFET-PR. Rapidamente formaram uma banda com alguns amigos de classe. Foi essa a primeira vez que tocaram juntos. A partir desse ensaio, João Fadel decidiu convidar Diego para tocar na banda que tinha com o irmão. Como a banda não tinha um vocalista na época, os músicos começaram a trabalhar nas composições escritas por André Fadel. O próximo passo seria completar a formação com um vocalista. Um anúncio de “procura-se vocalista” no centro acadêmico do CEFET-PR chamou a atenção de mais um aluno da engenharia: Diego Américo. E dessa forma, estava completa a formação do Seven Side Diamond.
De lá para cá a banda vem se aprimorando e lutando por seu espaço no cenário nacional.

 

No dia 25 de Maio a abertura do show do Rio de Janeiro ficará por conta da banda Spin XXI.

A banda conhecida como Spin na década de 70, também teve o nome de Contraponto (em 1978/1979) quando assumiu formação diferente (na época uma temporada de três dias no Teatro Municipal de Niterói foi sucesso com casa lotada). A volta aos palcos trouxe uma nova suíte de 25 minutos além das músicas do CD Contraponto, lançado no Brasil, Europa, EUA e mundo afora. Mantendo-se fiel às suas origens, com uma mistura de vários estilos, (clássico, jazz e rock), mas predominantemente Progressivo Sinfônico. A banda define o seu som como MPB (Música Progressiva Brasileira), onde as influências brasileiras de ritmos não aparecem claramente estampadas nas composições do grupo, mas sim assimilados e adaptados. Apesar da influência folk, acústica e country, Spin XXI é uma banda elétrica, mas acima de tudo eclética. Preservando o espírito da música arte dos anos 70, em suas composições e sonoridade.

 

A banda Apocalypse se encarregará da árdua tarefa de abrir o show de Porto Alegre no dia 26 de Maio.

 

O grupo de rock progressivo Apocalypse foi criado em 1983 para participar de festivais de música obtendo destaques e premiações. Após lançar o primeiro LP em 1991, assinou contrato para o lançamento de três CDs na Europa pela gravadora francesa Musea. Atualmente a discografia do grupo possui 12 álbuns e participações em coletâneas internacionais. O grupo gaúcho lançou um CD duplo gravado ao vivo nos USA e tocou em vários festivais nacionais como o Rio Art Rock Festival (RJ), São Paulo Art Rock Festival (SP), entre outros e abriu para o grupo Uriah Heep no Brazil Rock in Concert Festival ocorrido no Canecão. Com letras cantadas em inglês e um instrumental sofisticado, o Apocalypse foi já destaque nas principais revistas brasileiras e internacionais sobre rock. Com um estilo próximo aos grupos setentistas como Yes, Genesis, ELP e Jethro Tull, o Apocalypse possui 3 DVDs gravados e um Box Set contendo um livro que conta a história do Apocalypse na música. Em 2011 tocou suas composições com orquestra e coral e em 2012 recebeu o prêmio Açorianos de Música – Menção Especial pelo conjunto da obra.

 

Confira os serviços de todos os shows na nossa sessão de eventos: http://www.rockexpress.net.br/events/

 

Fonte: Top Link Assessoria

Leia também:


Compartilhe

Comente